sábado, 7 de abril de 2012

Um dos defeitos meus

Agora
nada
supre a
intensa
espera
da
alma:
dura
eternamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário