quarta-feira, 4 de maio de 2011

-

Toda foto tem uma história, por mais boba que seja. Eu te fotografei, coloquei na gaveta que eu não lembro. Mas, quando precisar, pegarei a foto, e olharei, e lembrarei, e sentirei novamente você ao meu lado. Eu não preciso dos seus olhos, nem de você. Acho que preciso de lembranças. O resto não faz falta alguma. Sou de um jeito, espero que me entenda. Não, não espero, eu espero mesmo é que você não entenda nada, que se impressione, certo? Você deveria saber tudo o que tem aqui dentro, mas não posso, nem quero. Que você não se assuste, ando meio vazia, viciada em nada, meio fora de mim. Você é tão meu, e tão... Ando cansada, enjoada dessas coisas todas, não quero mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário