quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Campanha contra a pedofilia.

Acabo de entrar no Facebook e vejo que todo mundo está falando sobre pedofilia, já que dia 12, deste mês, é o dia das crianças. O jornalista Marcelo Tas divulgou um site com vídeos explícitos de sexo com crianças. Alguns disseram que o Tas fez uma mancada, pois acabou espalhando o site com conteúdo totalmente impróprio - adiantando: vai além do horrível -, outros agradeceram pelo ato, que provocou raiva geral em todos os internautas - com exceção dos pedófilos, claro. Eu assisti alguns vídeos. Na verdade, só vi alguns segundos, pois é forte e cruel ao extremo. Nunca vi, em toda a minha vida, algo mais truculento, nojento, com todos os adjetivos ruins - sou bem jovem, mas já vi muitíssima coisa aqui na Terra. A opinião é unânime: pedofilia é podre. Não há como não ser um pouco clichê ao falar desse tema: o ódio atravessa as palavras. O pior de tudo é que assisti aos vídeos com áudio, chorando a cada segundo. Imagino, então, o trauma eterno na memória das crianças obrigadas a ter relações com alguém, torturadas, conhecendo a sexualidade e a maldade humana, quando nem sabem amarrar os cadarços do tênis. Eu não sei quais palavras usar para demonstrar a minha revolta. Ninguém tem noção, inclusive eu, de como a inocência de uma criança é tirada. Enfim, meus sentimentos não farão com que os pedófilos desapareçam, sei que nada, que qualquer um diga, irá mudar o instinto que eles tem. Acredito que nasçam e morram assim. O único meio para que essa podridão acabe é a prisão. Que todos esses criminosos sejam presos. Indignação, palavras, nada disso adiantará. E, provavelmente, o que escrevo será mais um texto na multidão. O que eu desejo, de verdade, é que haja justiça, pelo menos nesse âmbito. Quero que o que escrevo faça com que as denúncias cresçam, mesmo que apenas uma pessoa leia. Um ato pode salvar a vida de alguém. Não consigo assistir ao sofrimento de crianças inocentes, sem culpa da merda da maldade de alguns, pagarem por isso. Que a campanha continue, e que ninguém esqueça dessa realidade após o dia 12 de outubro. A maioria das pessoas possuem a infantilidade, que não morre nunca, por mais comum que seja dizer isso. E é por esse motivo que você deve denunciar, sem hesitar. Para denunciar pedofilia, mande e-mail para internet@dpf.gov.br
Não assista a um crime. Denuncie! Mais informações neste site.

Nenhum comentário:

Postar um comentário